O Deus da Graça

O Deus da GraçaO Novo Testamento é a revelação de Deus manifestado em Jesus, o Cristo: o próprio Deus que se torna ser humano abrindo mão de todas as prerrogativas e sendo humano até na morte e morte de cruz (cf. Filipenses 2.5-8). O Novo Testamento apresenta um conceito novo e estranho em seu tempo (e inclusive ao nosso tempo): o Deus que se revela em Jesus o Cristo é o Deus da Graça. O Deus que oferece a Vida em plenitude não mais pela obediência à Lei, mas pela infinitude de Seu amor; o Deus que julga com misericórdia e pela Graça concede a Vida em abundância (cf. João 10.10b) a todos que se abrem à Sua Graça.

A Graça Operante

Todas as pessoas tocadas por Deus deixam sua zona de conforto, abandonam sua visão estreita do mundo e se abrem para uma dimensão maior, a dimensão iluminada pelo Espírito Santo. Continue lendo O Deus da Graça

A Epifania do Senhor

Jesus contigoEpifania vem da palavra epiphanīa (do latim tardio), que, por sua vez, veio do grego èpifáneia (ἐπιϕάνεια), de èpifanés (ἐπιϕανής), “visível”, derivado de verbo èpifanainomai (ἐπιϕαίνομαι), “aparecer”. A palavra Epifania tem, portanto, o significado semelhante a revelação, porém com mais ênfase na percepção de algo que, de repente, se manifesta!

O significado cristão de Epifania

A Igreja denomina Epifania do Senhor à manifestação do Cristo (o Messias, o Ungido)  à toda humanidade, contrariando as expectativas antigas de que seria algo exclusivo para os hebreus. Continue lendo A Epifania do Senhor

O Natal não acabou!

meninoJesusNa postagem anterior, havíamos dito que o Natal acabou. E hoje, quatro dias depois de 25 de dezembro,  de fato, já acabou.  O mercado agora se volta para o “Ano Novo” e depois vem o Carnaval, que na ânsia consumista deve começar pelo dia 2 de janeiro.

Os dias de hoje,  marcados pelo consumo desesperado, é a era do efêmero: de outubro  até 24 de dezembro, o mercado celebrou o Natal das compras desnecessárias, enfeites que ninguém mais sabe porque se usa, em pleno verão  celebrando o inverno.

Agora, passado o entusiasmo natalino, quando os votos de paz e felicidade já ficaram no passado,  começa o Ano Novo: “feliz ano-novo, dinheiro, paz, e saúde! saúde é que é importante, né? tendo saúde, tudo se ajeita” –é o que a gente começa a ouvir agora. Depois só vamos ouvir votos de felicidade por ocasião da quaresma, quando o mercado começa a celebrar a páscoa dos chocolates e dos coelhinhos…  afinal, não se diz “feliz carnaval”.

Continue lendo O Natal não acabou!

Uma comunidade de fé cristã, na Diocese Anglicana do Rio de Janeiro, em comunhão com a Sé de Cantuária; uma comunidade acolhedora, sem imposições moralistas, procurando vivenciar o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.