Arquivo da categoria: Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Plano de Ação Paroquial (I) – Comunidade Koinônica

Congregação

Nossa comunidade deu os primeiros passos no processo de busca de uma sede própria. Para isso, um grupo de trabalho construiu um Perfil Paroquial a partir de pesquisa com a Comunidade,  que deu origem à edição preliminar do  Plano de Ação Paroquial: Comunhão, Serviço e Testemunho, no momento em análise pela comunidade.

Ao mesmo tempo, está sendo elaborado o Projeto de Viabilidade Econômica e Financeira para orientar a capacitação de recursos com parceiros no Brasil e no exterior, visando não só a compra da sede, mas também o incremento de ações paroquiais já em andamento e novas propostas de ação.

O Plano de Ação Paroquial se fundamenta em três eixos inspirados no Evangelho: a Koinonia, a Diaconia e a Martiria,que orientam nossa Visão enquanto comunidade de fé cristã:

Nossa Visão

Somos a Paróquia de São Lucas, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) na Diocese Anglicana do Rio de Janeiro (DARJ); uma comunidade de fé que proclama o Evangelho na Zona Sul desta cidade desde 1933. Somos uma Igreja inclusiva, que acolhe todas as pessoas sem exceção!

No Ministério desta Paróquia desejamos afirmar a misericórdia, a solidariedade e a compaixão como sinais do amor de Deus para com este mundo e toda a Criação, sob a inspiração de Deus, Senhor da vida, no caminho da espiritualidade do Evangelho segundo São Lucas, médico e Evangelista. Continue lendo Plano de Ação Paroquial (I) – Comunidade Koinônica

Documento da Comissão de Incidência Pública

DIREITOS ELEIÇÕES

A Comissão de Incidência Pública, Direitos Humanos e Racismo da IEAB lançou, em setembro, o texto “Agentes de Construção Democrática a partir dos princípios do Evangelho, especialmente voltado para as eleições de 2018.

Trata-se de um material de preparação para o exercício da responsabilidade cristã no período eleitoral, organizado didaticamente para estudos em grupo  através de quatro encontros de estudo.

“Este material busca apoiar a reflexão neste omento eleitoral, ajudando as pessoas a discernir os discursos e atitudes das pessoas que se apresentam como candidatas aos diversos níveis de governo. Mas também quer ser uma contribuição da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil para capacitar melhor as pessoas cristãs na participação política que constrói uma sociedade autenticamente democrática, na qual a participação política seja instrumento do serviço/poder que promove libertação.” (cf. Apresentação)

Os membros da Comissão que assinam o documento são:                      Sr. Daniel Souza, Diocese Anglicana de São Paulo/SP
Bispo Humberto Maiztegui, Diocese Meridional, Porto Alegre/RS
Revda. Lilian Conceição da Silva, Diocese Anglicana do Recife/PE
Rev. Luiz Carlos Gabas, Diocese Anglicana do Paraná
Sr. Pedro Montenegro, Diocese Anglicana de Brasília/DF

Você pode acessar e baixar o documento clicando na figura acima. Vale a pena ler ou estudar em grupos.

Rev. Luiz Caetano, ost+

Quem somos nós, os Episcopais Anglicanos?

Anglican Communion
A Comunhão Anglicana

A Comunhão Anglicana é cristã, manifesta sua Fé em Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. As bases de Fé da Identidade Anglicana são quatro, que formam o que chamamos de Quadrilátero de Lambeth-Chicago: A Bíblia como fundamento da Fé, os Credos Niceno e Apostólico, os Sacramentos básios (Batismo e Santa Eucaristia)  e oa tradição apostólica através do Episcopado Histórico.

Organização da Comunhão Anglicana

A Comunhão Anglicana é formada por Igrejas Nacionais (ou Regionais – subcontinentais), Autônomas e Autóctones, que são chamadas Províncias.  Cada Província tem sua organização própria.

A Província é governada pelo Sínodo Geral, composto pelas delegações clericais e leigas de cada Diocese e mais a Câmara dos Bispos. Os votos são sempre paritários. O Bispo Primaz preside o Sínodo, a Câmara dos Bispos (como Primus Interpares) e a Província, mas não tem jurisdição sobre as Dioceses, além da sua própria. Em termos da Ciência Política, eu diria que o Anglicanismo, como o Protestantismo, adota a forma Parlamentarista de governo. Continue lendo Quem somos nós, os Episcopais Anglicanos?