Arquivo da categoria: Rev. Luiz Caetano ost+

Jesus, o Cristo, está vivo e conosco para sempre!

O texto do Santo Evangelho lido hoje (João 20.1-18) fala por si mesmo. Tem sua própria linguagem! Tem sua própria semântica, seu contexto e intenção! É pelo teu coração que você precisa ver e crer!

A Fé Cristã só pode ser entendida e experimentada como um dom!  Ela é como poesia… Uma poesia de Ivan Junqueira, pode ajudar a entender isso:

Flor amarela    (Ivan Junqueira – * 1934 , + 2014)

Atrás daquela montanha tem uma flor amarela;

dentro da flor amarela, o menino que você era.

Porém,

se atrás daquela montanha não houver a tal flor amarela,

o importante é acreditar

que atrás de outra montanha tenha uma flor amarela,

com o menino que você era

guardado dentro dela

Lido dentro de uma lógica cartesiana/aristotélica, o texto  do evangelho – assim como o poema acima – se torna absurdo. Lido na perspectiva da fé (e da poesia), o texto ganha significado de esperança, cria sentido para a vida, abre portas para libertação!

Que o Tempo Pascal, hoje iniciado, e o viveremos até o Pentecostes, seja oportunidade de crescimento em conhecimento e graça para todas as pessoas de nossa comunidade paroquial e diocese.

Jesus, o Cristo está vivo! Hoje e sempre!

Rev. Luiz Caetano, ost+

O SACRIFÍCIO PERFEITO E ÚNICO, COMPLETO E SUFICIENTE

Quando recebemos o Santo Batismo,  somos “mergulhados na Morte e Ressurreição do Senhor Jesus Cristo”! Isso significa que somos inseridos na Salvação dada por Cristo e nos tronamos novas pessoas, nos tornamos parte da comunidade da Igreja (que é mais que uma simples instituição), cidadania do Reino de Deus!

Mas, ao mesmo tempo, recebemos a tarefa de testemunhar este mesmo Senhor Jesus Cristo, morto, sepultado e ressuscitado, Luz do Mundo, Pão da Vida! Redentor da humanidade! Salvador!

O sentido de “autossuficiência humana” não leva as pessoas à felicidade, nem à vida em plenitude. Afastados de Deus pelo pecado, cuja origem é exatamente a autossuficiência em extremo – o querer ser igual a Deus – não somos capazes de retornar à plenitude da vida por nós mesmos. Nos descobrimos nus, como diz a narrativa da queda do ser humano em Gênesis 3, isto é, nos deparamos com a verdade de nossa impotência diante da realidade da vida, de nossa fraqueza em conduzir-nos por caminhos de alegria e vida em plenitude.  Nossa impotência diante da morte. Continue lendo O SACRIFÍCIO PERFEITO E ÚNICO, COMPLETO E SUFICIENTE

O AMOR NOS TEMPOS DO MEDO

Jesus na Cruz 3Mensagem para a Semana Santa

Vivemos tempos temerosos, angustiantes. No Brasil assistimos, abismados, a deturpação dos valores cristãos em nome de uma ideologia de prosperidade, que aplaude a ruptura de direitos conquistados a duras penas pelos trabalhadores brasileiros; a crescente violência urbana que não afeta apenas os grandes centros; a corrupção cada vez mais descarada e assumida publicamente; as delações forjadas para livrar grandes empresários dos crimes cometidos; assassinatos de lideranças populares; a propaganda cada vez mais enganosa, sempre servindo ao interesse do grande capital; a grande mídia comprometida com poderes escusos e opressivos; os sistemas político, administrativo e jurídico do Estado apodrecidos pela corrupção e jogo de interesses de grupos privilegiados… sem contar o abuso de autoridade e as benesses gozadas pelos mandatários de cargos públicos.

No resto do mundo, a situação não é muito diferente: corrupção, violência, guerra, poluição generalizada, intervenção de grandes potencias em assuntos internos de pequenos e pobres países… Continue lendo O AMOR NOS TEMPOS DO MEDO