Plano de Ação Paroquial (I) – Comunidade Koinônica

Congregação

Nossa comunidade deu os primeiros passos no processo de busca de uma sede própria. Para isso, um grupo de trabalho construiu um Perfil Paroquial a partir de pesquisa com a Comunidade,  que deu origem à edição preliminar do  Plano de Ação Paroquial: Comunhão, Serviço e Testemunho, no momento em análise pela comunidade.

Ao mesmo tempo, está sendo elaborado o Projeto de Viabilidade Econômica e Financeira para orientar a capacitação de recursos com parceiros no Brasil e no exterior, visando não só a compra da sede, mas também o incremento de ações paroquiais já em andamento e novas propostas de ação.

O Plano de Ação Paroquial se fundamenta em três eixos inspirados no Evangelho: a Koinonia, a Diaconia e a Martiria,que orientam nossa Visão enquanto comunidade de fé cristã:

Nossa Visão

Somos a Paróquia de São Lucas, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) na Diocese Anglicana do Rio de Janeiro (DARJ); uma comunidade de fé que proclama o Evangelho na Zona Sul desta cidade desde 1933. Somos uma Igreja inclusiva, que acolhe todas as pessoas sem exceção!

No Ministério desta Paróquia desejamos afirmar a misericórdia, a solidariedade e a compaixão como sinais do amor de Deus para com este mundo e toda a Criação, sob a inspiração de Deus, Senhor da vida, no caminho da espiritualidade do Evangelho segundo São Lucas, médico e Evangelista.

Fundamentos do Plano de Ação

Começamos hoje  apresentar, de forma resumida, os fundamentos do Plano de Ação Paroquial. cujo texto preliminar ainda está em análise pela comunidade. O Plano, estando pronto, será divulgado nesta página web, pois a transparência e a partilha de informações são parte integrante do Plano.

Neste artigo falaremos do primeiro fundamento, a Koinonia. Em artigos posteriores estaremos apresentando,  também de forma resumida, os outros dois fundamentos (Diaconia e Martiria).

a) Comunidade Koinônica

A Santa Eucaristia, ponto central e irradiador da vida litúrgica paroquial, deve expressar de forma real a relação de comunhão entre as pessoas que compõem a comunidade. Na Celebração da Ceia do Senhor, a comunidade celebra sua própria comunhão e sua comunhão com o Senhor.

A vivência koinônica da comunidade, porém, não se expressa apenas na Liturgia; pelo contrário, a Liturgia deve ser o coroamento dessa comunhão entre as pessoas e entre cada pessoa com o Senhor, e assim, da comunidade com o Senhor. Atenção especial deverá ser dada às crianças e adolescentes, sem esquecer o jovens e jovens adultos, através de ministérios próprios, adequados a cada realidade.

É parte da Vida em Koinonia a Educação Cristã da comunidade e a Catequese Batismal, para Confirmação e formação para novos membros, em permanente processo de formação, abrangendo diferentes níveis de idade e compreensão.

O estudo da Bíblia, da nossa Tradição, do estudo e debate das propostas da Diocese, da Igreja do Brasil e da Comunhão Anglicana, nos ajudará a entender que formamos um todo de unidade e solidariedade em oração, serviço e testemunho.

A realização de eventos internos como almoço comunitário (“juntar panelas”), convivência após o culto,  festas e sessões de cinema abertas à comunidade do entorno,  complementam a vida em comunhão da comunidade e abertura para seu entorno.

No próximo artigo, trataremos de Comunidade Diaconal.

Que Deus abençoe nossa Comunidade ao iniciar esta caminhada com esperança e confiança na ação de Deus.

Rev. Luiz Caetano, ost+

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.