Então… é Advento!

Dezembro vem chegando (já chegou) e o mundo ao nosso redor começa a se preparar com muito vigor para o Natal (e para as compras de Natal).  Afinal de contas, já é Natal em todas as lojas de departamentos, escritórios, bancos, restaurantes, etc.

Mas essa pressão por deixar o Natal à vista, advém, especialmente, em virtude da lógica de mercado que nos obriga a estar sempre comprando algo num impulso de consumir, consumir, consumir.  A Igreja, contudo, é contracultural (ao menos algumas igrejas) e tem preparada, nas 4 semanas que antecedem o Natal, uma quadra chamada de Advento. Continue lendo Então… é Advento!

Que Rei é este?

Igrejas de tradição Anglicana, bem como a Igreja Romana e, em alguns lugares, várias outras denominações cristãs protestantes, incluindo os luteranos, alguns presbiterianos e metodistas, celebram, em honra de Cristo, a Festa de Cristo Rei, ou como diz no nosso Livro de Oração Comum, a Festa de Jesus Cristo, Rei do Universo, no último domingo do ano litúrgico, antes que o novo ano comece com o primeiro domingo do Advento.

O belo poema de Paulo, na carta aos Filipenses, descreve muito bem a maneira de como o Senhor manifesta o Seu Poder e nos dá pistas para entender o Seu Reinado:

“Ele tinha a natureza de Deus, mas não se impôs como igual a Deus. Pelo contrário, ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo, tornando-se assim igual aos seres humanos. E, vivendo a vida comum de um ser humano, ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte — morte de cruz.Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes, para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu,na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai”. (Filipenses 2. 6-11)

Diante da majestade de Deus, manifesta em Jesus, o Cristo, todos os seres da Criação se inclinam, não por imposição do poder, mas pelo reconhecimento da Graça, para confessarem o Senhorio de Cristo, “à direita do Pai” (isto é, com o poder do Pai!). Continue lendo Que Rei é este?

Missão e Crescimento da Igreja: o conceito de Missio Dei

O conceito de “Missio Dei” tem sido o fundamento para a reflexão anglicana sobre a missão da Igreja. Trata-se de uma abordagem não eclesiológica de Missão. Não determina “como a Igreja deve ser”, nem “o que ela deve fazer”. Esse conceito procura perceber a ação de Deus na História, ou seja, pressupõe uma perspectiva cristã da História.

Em Cristo, Deus está em missão. A missão é de Deus, a Ele pertence, é Ele quem age através do Espírito Santo. Portanto, é na Sagrada Escritura e na Tradição da Igreja que vamos encontrar os parâmetros fundamentais da nossa Missão, que está sempre inserida na Missão de Deus. Continue lendo Missão e Crescimento da Igreja: o conceito de Missio Dei

Uma comunidade de fé cristã, na Diocese Anglicana do Rio de Janeiro, em comunhão com a Sé de Cantuária; uma comunidade acolhedora, sem imposições moralistas, procurando vivenciar o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.