Quaresma: a caminho da Ressurreição!

Joel 2Desde criança aprendemos que a Quaresma é um tempo de penitência, jejuns, abstinências… ainda hoje se ensina assim. No comportamento religioso, é assim mesmo!

Mas não deve ser assim para quem vive a experiência da Fé em Jesus Cristo. Afinal, nós cremos que, em Jesus Cristo, os nossos pecados são perdoados, e não estamos mais sob o império da Lei:

“[…] o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Jesus Cristo, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois por obras da lei ninguém será justificado.”  (Gálatas 2.16)

Dessa forma, a Quaresma não é um tempo de penitência para o perdão dos pecados, mas um tempo especial para o exercício da reflexão e da penitência solidária! Porque somos perdoados, nossa penitência se reveste como Ação de Graças através de obras de renúncia em favor de outros: por exemplo, o jejum como forma de partilha do alimento que eu teria hoje, para alguém sem alimento. A penitência como forma de solidariedade e cooperação, criando o senso de comunhão!

Assim, o Tempo da Quaresma, que aponta para a Páscoa, é um caminho de esperança e solidariedade, porque a Ressurreição está no horizonte: Jesus Cristo já Ressuscitou e está vivo entre nós!!!

Tempo de reflexão e revisão de vida, com certeza. Tempo de vencer as paixões e tudo aquilo que nos afasta de Deus. Tempo de morrer para o pecado a fim de ressuscitar com Jesus, o Cristo, na Páscoa e uma nova vida sob a inspiração do Espírito Santo. Tempo de reconstruir a Comunhão e a Solidariedade na Igreja, esperançando uma nova realidade, a realidade do Reino de Deus que já está entre nós! Aceitar a graça que nos é oferecida em Cristo, sem exigências e que deve inspirar nossas atitudes solidárias.

Rev. Luiz Caetano, ost+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.