Arquivo da tag: Donos da Verdade

ZAQUEU, O PUBLICANO

ZaqueuPara desespero dos moralistas de plantão, não há, uma sequer, palavra de Jesus, nos Evangelhos, sobre a “imoralidade” sexual de seu tempo. Sabemos que Jesus viveu em uma sociedade que, embora em área judaica, era profundamente marcada pelo helenismo, cuja base ética não se importava com o hedonismo ou o erótico. Jesus também não! como veremos, sua preocupação é outra.

Vão citar, com toda certeza,  para me corrigir, a Samaritana (que tinha cinco maridos e mais um) ou a “mulher adúltera” (cujo adultério não foi demonstrado, como exigia a Lei). Ambas as referências são do texto de João, o qual, como sempre, é  mal entendido pelas pessoas “de fé”, porque gostam de lê-lo a partir dos próprios paradigmas para justificá-los e não a partir do tempo e do  contexto onde João foi escrito.

Mas não é esse o tema que vou abordar. Falei nisso só pra chatear os moralistas… que aliás, chateiam todo mundo!

Acontece que, também para desespero dos moralistas e, especialmente dos moralistas cujo referencial ético é o Capitalismo, há severas palavras de Jesus contra a exploração econômica de pessoas. Todavia, apesar se sua severidade, Jesus trata do assunto com profunda misericórdia e compreensão do coração humano, ao contrário dos moralistas de plantão de seu tempo e de todos os tempos.

A narrativa (Lucas 19.1-10) do encontro de Zaqueu, o publicano, com Jesus, o Cristo, é muito significativa, pois tem implicações essenciais para a compreensão da Boa Nova a partir do contexto da Igreja Primitiva, onde o Evangelho de Lucas foi gerado, Continue lendo ZAQUEU, O PUBLICANO

Cada macaco no seu galho; é isso?

Cada Macaco no seu galhoPara muita gente cristã, a vivência na fé é exatamente isso: cada macaco no seu galho…  Essas pessoas passam o tempo todo buscando resolver suas culpas imaginárias a partir de uma lei moral determinada por um deus cruel e imaturo, cuja única razão de ser é testar seus seguidores diante de um “inimigo”, cuja finalidade é levar os referidos crentes a desobedecer o deus..

Para tais pessoas cristãs, o “mundo” é o lugar do inimigo; então o negócio é fugir do mundo, esconder-se na aldeia da igreja e evitar se contaminar: selecionam suas relações separando as pessoas entre “crentes” e “mundanos”, sem conviver com pessoas diferentes pois são todas pecadoras e podem contaminar.

Solidariedade é sempre (e não a partir de) com os “domésticos da fé”, ou seja, seus iguais. Há até os que não são solidários nem a  estes, pois se estão necessitados é porque não aceitam o que  seu deus lhes provê, ou estão em alguma desobediência secreta… e o deus os está provando. Continue lendo Cada macaco no seu galho; é isso?

Papo com um ateu

Debatendo_AteuParece piada, mas essa conversa aconteceu há muitos anos atrás, entre eu e um grande amigo que se dizia ateu. Ele era um acadêmico da área de exatas; na verdade, ele era meu professor de Cálculo de Predicados, o nome matemático da Lógica. Eu já estava estudando teologia e estava concluindo o curso de Matemática.  Vou chamá-lo de Carlos, mas na verdade ele era chinês, um grande professor e renomado matemático apesar de sua pouca idade, antes de 40 anos. Carlos era fluente em cinco línguas!

Naquela ocasião eu já era cristão. Estávamos sempre juntos resolvendo problemas de Xadrez na sala do Centro Acadêmico da Faculdade. Vez em quando ele puxava a conversa para o tema da religião.

_”Você diz que tem fé, não é, Caetano? Já imaginou se você gasta sua vida nessa fé e depois de morto descobre que Deus não existe?  Perdeu sua vida crendo numa bobagem!”

_”Já pensei nisso, sim, Carlos. E só me fez ficar mais firme na fé!”

_”Como assim?!?!” Continue lendo Papo com um ateu