Arquivo da tag: Ética Social

Como o diabo faz o Inferno parecer o Céu

Grande parte da população é composta por pessoas que agem sem pensar; que, pela ignorância induzida, se deixam levar pelas mais vergonhosas formas de publicidade, convencidas, por exemplo, que precisam comprar o último modelo de um simples telefone celular  para serem reconhecidas e respeitadas pelas outras pessoas que, por isso mesmo, debocham e manifestam seu desgosto porque certa pessoa não tem o último modelo… o qual, até então, não lhe fazia falta e realmente não lhe faz falta a não ser para ficar “por dentro, ou seja, ser reconhecida e acolhida pelas outras pessoas  como “normal”, “atual”, “moderno”, “in”, … essas babaquices todas!

A economia capitalista necessita do consumo para crescer; o consumo, para se manter crescente e cada vez mais produtor de riqueza (que não é distribuída, mas acumulada por poucos), necessita de produtos que durem pouco, porque afinal a quantidade de consumidores não é infinita… ou seja, o mercado precisa que a gente re-consuma as coisas para se manter ativo… e por isso inventa necessidades que não temos para que pensemos que as temos (para isso serve a publicidade, indutora de “valores de felicidade”) e com isso, consumir aquilo que nos convencem ser realmente necessário para sermos felizes! É mais ou menos isso que se chama “realidade líquida” (cf. Zygmunt Bauman).

A massa se encanta com as “novas” tecnologias, que se apresentam no mercado como surgidas de forma mágica, do nada, massa fica admirada com a capacidade científica do Império… Na verdade, quando uma “nova” tecnologia surge no mercado, ela já está ultrapassada e com prazo contado para durar (hoje em dia, algo em torno de seis meses no máximo). Continue lendo Como o diabo faz o Inferno parecer o Céu

Comunidade de Fé ou Clientela?

LiberalMuitas vezes apareceram pessoas visitando uma paróquia e acontece comigo ou com alguém da comunidade um diálogo mais ou menos assim:

“_ Esta igreja aqui é a mesma do Rev. Fulano, lá de (cidade)? a gente é de lá, frequenta lá. É que disseram que é a mesma!”

“_ Sim, é a mesma Igreja, somos parte da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil”

“_ Não sei se é essa, mas é a mesma coisa né? porque a gente gosta muito do Rev. Fulano, sabe, né, ele é muito bom, faz muita coisa boa!”

“_ Sim, eu sei…”

“_ Mas é tudo igual à igreja de lá, né?”

“_ Vocês são Episcopais Anglicanos?” Continue lendo Comunidade de Fé ou Clientela?

Mordomia Cristã

IgrejaA palavra mordomia, devido ao seu uso errado por um político brasileiro, e explorada pela mídia jornalística, acabou virando sinônimo de “privilégio”, especialmente grandes privilégios de certas áreas do serviço público.

Mordomia é “cuidar da casa”! Mordomo é alguém a quem entregamos o cuidado da nossa casa. Após a Criação, Deus entregou tudo ao ser humano que, assim, se tornou Mordomo da Criação! Por isso, como cristãos, nos sentimos responsáveis pelo cuidado da Natureza e pela preservação da Vida em todas as suas manifestações.

Em certo sentido, enquanto comunidade, somos chamados a ser mordomos uns aos outros, ou seja, o bem estar de cada um de nós é responsabilidade de todos nós! Por isso, somos chamados a exercer a solidariedade, a partilhar nossos dons (dádivas de Deus), servindo uns aos outros da mesma forma como Deus foi solidário conosco enviando seu próprio Filho para servir como nosso Redentor!

Como pessoas cristãs somos chamadas a exercer também a mordomia para com a Igreja. A Igreja, comunidade dos filhos e filhas de Deus em Cristo pelo Batismo, enviada por Cristo para anunciar o Evangelho, existe e atua no mundo, organizada como uma instituição. O fator institucional da Igreja é algo necessário, só não deve ser absoluto; e, portanto, a Igreja precisa ser administrada, mantida e sustentada de forma responsável (e sempre reformada).

Como podemos fazer isso? Continue lendo Mordomia Cristã