Arquivo da tag: Ética Social

Elevem a saúde!

Quantas vezes você ouviu a frases “elevem os corações” na nossa liturgia eucarística? Imagino que muitas! Este diálogo curto, que faz parte do começo da maioria das orações eucarísticas, também é conhecido pelo seu equivalente em latim: Sursum Corda.

Mas por que essa preocupação com os corações? Convencionalmente, eles sempre foram relacionados às emoções: medo, amor, raiva, tristeza, alegria e tantos outros sentimentos que literalmente fazem o coração doer, bater mais rápido, ou aumentar de tamanho. Claro que hoje sabe-mos que o sistema nervoso age muito mais nesse aspecto, mas ainda associamos o coração a tudo que bate forte e fala ao nosso emocional!

Não podemos ignorar, contudo, que o coração assume um papel im-portantíssimo na nossa própria saúde. Ele é tido como um dos órgãos mais críticos nos corpos humanos. Sua função principal é bombear sangue oxigenado para todo o corpo, com uma ênfase especial no cérebro. É tão essencial à preservação da vida que, após um ataque cardíaco, a morte pode ocorrer dentro de um período curtíssimo de tempo. O coração, assim, é central à saúde humana, e alguém poderia logica-mente concluir que elevá-lo ao Senhor significa muito mais que saúde emocional e espiritual; também deveria incluir a saúde física, já que nos apresentamos por inteiro a Deus na oferta eucarística. Continue lendo Elevem a saúde!

Ubuntu: somos um, em Cristo Jesus!

O sonho de uma comunidade fraterna de irmãos e irmãs, onde não há barreiras de sexo, nacionalidade ou classe social, é o que o Apóstolo São Paulo tentou implementar nas comunidades cristãs primitivas.

Ao sair de forma itinerante, lutando para seu próprio sustento, e proclamando a mensagem de esperança de Deus em Cristo, ele construiu pequenas famílias-igrejas, onde todos compartilhavam da mesma refeição eucarística, onde os pobres e os necessitados eram apoiados pelos mais ricos e onde todos tinham lugar.

Essa proposta radical de igualdade dos povos perante Deus era tão desa-fiadora que, em II Timóteo, aprendemos que “o fim está próximo”. As au-toridades perversas deste mundo, e muitas vezes da igreja institucional, não podiam tolerar uma fé que destrói as barreiras e diminui os privilé-gios dos poderosos em prol dos pobres… Continue lendo Ubuntu: somos um, em Cristo Jesus!

Uma questão de Justiça!

A conhecida parábola “O Juiz Iníquo” é geralmente interpretada como uma orientação sobre a necessidade de se insistir na oração diante de Deus. Ou seja, Deus é como o juiz iníquo! Arrogante, e cheio de si, tipo aqueles que sempre perguntam ao interlocutor: “sabe com quem está falando?”. Seria Deus tão arrogante assim?  Jesus estava dizendo isso sobre o Papai?

Com certeza, não! Tal identidade contradiz tudo que Jesus nos ensina sobre Papai. Então, o objetivo da parábola é outro.  Vamos ao texto: Continue lendo Uma questão de Justiça!