Arquivo da tag: Vida cristã

Profeta: ontem e hoje

Profeta Jeremias 1Está escrito no Livro do Profeta Jeremias:

1.4 A palavra do SENHOR veio a mim, dizendo: 5 “Antes de formá-lo no ventre materno, eu já o conhecia; e, antes de você nascer, eu o consagrei e constituí profeta às nações.”  6 Então eu disse: — Ah! SENHOR Deus! Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança. 7 Mas o SENHOR me disse: “Não diga: ‘Não passo de uma criança.’ Porque a todos a quem eu o enviar, você irá; e tudo o que eu lhe ordenar, você falará. 8 Não tenha medo de ninguém, porque eu estou com você para livrá-lo”, diz o SENHOR.9 Depois, o SENHOR estendeu a mão e tocou na minha boca. E o SENHOR me disse: “Eis que ponho as minhas palavras na sua boca. 10 Veja! Hoje eu o constituo sobre as nações e sobre os reinos, para arrancar e derrubar, para destruir e arruinar, e também para edificar e plantar.” (Jer 1.4-10).

O texto narra o momento do chamado (vocação) de Jeremias, para ser profeta do Deus Altíssimo. A bela narrativa informa que Jeremias já estava escolhido antes de nascer.  E, apesar da resistência de Jeremias em atender ao chamado, Deus insiste em tom imperativo: “você irá”, “você falará”! Ao mesmo tempo, diz para o profeta não ter medo, pois Deus se compromete a estar com Jeremias para livra-lo em qualquer situação de risco.

Mas afinal, o que é ser profeta? que vocação é esta que envolve uma ação direta de Deus na vida de uma pessoa? Continue lendo Profeta: ontem e hoje

Quem esperança sempre alcança!

O Ressuscitado TLO problema é que nós não conjugamos o verbo “esperançar”, como disse Paulo Freire. Nós associamos o substantivo esperança ao verbo “esperar”! Mas esperança é relativo ao verbo “esperançar”! Muita gente não sabe que este verbo existe, mas ele existe.

Esperar é uma postura passiva, no aguardo de algo que não depende de nós. Esperamos o ônibus na parada, mas nada podemos fazer para que ele chegue logo. ESPERAR >>>>> ESPERA!

Esperançar é um processo de motivação. É uma forma de agir, não é passividade, mas caminho, busca, ação! ESPERANÇAR >>>>> ESPERANÇA!

Não é verdade que quem espera sempre alcança. O provérbio original é quem esperança sempre alcança (até dá rima, como todo bom provérbio!).

Quem espera nunca alcança o Reino, mas é sempre alcançado pelo Inferno da desesperança!

Temos de aprender a conjugar o verbo “esperançar”! ou morreremos esperando que tudo aconteça e nada acontecerá!

O Deus da Bíblia é o Deus da Esperança, não o deus da espera. É o Deus de toda a Graça, não o deus da meritocracia.

Qual é o teu deus? É Deus ou um deus?

Rev. Luiz Caetano,ost+

Deus não escolhe pelo mérito.

Já no Antigo Testamento vemos sinais disso, que Deus não atua em função do mérito, mas em função de sua inigualável bondade: Deus não escolheu pessoas especiais, mas escolheu pessoas comuns e muitas vezes consideradas más pessoas.
Escolheu Jacó que enganou seu pai Isaac e roubou a primogenitura de seu irmão Esaú; escolheu Salomão, filho de um adultério e um assassinato; escolheu Oséias, um homem amargurado pela esposa adúltera porém muito amada; marcou Caim, fratricida, com um sinal para que ninguém o perseguisse; escolheu Davi, um pirralho por quem ninguém dava nada; escolheu Moisés, homem gago e foragido, como seu porta-voz diante do Faraó; e muitos outros casos podemos ver examinando o texto sagrado.
Essas escolhas imerecidas de Deus continuam no Novo Testamento: chamou Maria, jovem prometida em casamento a um homem idoso, que vivia em um vilarejo longe de tudo e na Galiléia, local considerado de segunda categoria pelos judeus; revelou-se aos magos do oriente, gentios e pagãos, que cultuavam deuses siderais, e revelou-se aos pastores, homens rudes e ignorantes; mas não se revelou ao rei Herodes, ou ao governador romano, e tampouco aos religiosos daquele tempo; entre os antepassados de Jesus havia uma prostituta; Jesus escolheu como discípulos, um pecador público (Mateus), pescadores simples e iletrados como Pedro, Tiago e João, um guerrilheiro zelote (Simão); confiou a Saulo de Tarso, que participou do assassinato de Estevão e matava cristãos, a tarefa de ser Seu anunciador aos povos fora da Palestina…

Continue lendo Deus não escolhe pelo mérito.